6 benefícios de comer Atum

Atum

Se você busca um alimento nutritivo e rico em proteína de qualidade, você precisa do atum!

Assim como alguns peixes, o atum é uma excelente fonte de ômega-3, ferro, fósforo e cálcio – minerais importantes para a manutenção da saúde.

Disponível no formatado enlatado, em óleo, ao natural ou com molho de tomate, o alimento pode ser facilmente encontrado nos supermercados de todo o Brasil.

A lista abaixo são dos 6 principais benefícios que esse ótimo peixe pode lhe oferecer.

1- Melhora a saúde do coração

Assim como o salmão, o atum é rico em ômega-3, nutriente importante para a saúde do coração.

O consumo de ômega-3 do atum ajuda regular a atividade das plaquetas sanguíneas, evitando coágulos de sangue, que podem levar a um AVC ou infarto.

O DHA do ômega-3 do atum ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade elétrica no coração.

Além disso, o consumo regular do ômega-3 do atum ajuda diminuir o colesterol ruim (LDL). Esse tipo de colesterol quando está alto, aumenta o risco dele se depositar nas artérias e provocar o seu entupimento levando a doenças cardiovasculares, como hipertensão, aterosclerose e derrame.

2- Anti-inflamatório

A inflamação do corpo é uma reação do nosso sistema imunitário. O nosso sistema imunitário reage sempre que identifica uma ameaça ao nosso corpo: uma bactéria, vírus, químicos ou células danificadas. É o seu processo de cura.

E o consumo de atum pode ajudar a regular o sistema inflamatório do organismo, diminuindo o excesso de inflamação do corpo.

E ao reduzir a inflamação no organismo, o atum previne contra doenças como gota e artrite.

3- Bom para a mente

Se você é o tipo de pessoa que busca soluções para melhorar a concentração e os estudos como a Ritalina e Modafinila, saiba que o consumo regular de atum pode ser um ótimo substituo natural a esses medicamentos.

Isso acontece porque o ômega-3 do alimento age na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios. Assim, ocorre a melhora do desempenho cognitivo, da atividade cerebral e comunicação entre as células do cérebro.

O atum também melhora a fluidez das membranas que encapam as células nervosas. Com isso causa um aumento a produção de diversos neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina. Neurotransmissores importantes que ajudam combater a depressão.

4- Prevenção ao AVCI

AVCIO acidente vascular cerebral isquêmico é um tipo de AVC mais comum. Ele acontece quando a falta do fluxo sanguíneo para o cérebro.

E consumir atum regularmente pode ajudar a prevenir esse problema, isso é o que mostrou uma pesquisa no American Journal of Clinical Nutrition.

5- Diminuição dos triglicerídeos

Os triglicerídeos são um tipo de gordura presente no sangue, que quando está acima de 150 ml/dL em jejum, aumenta o risco de doenças cardíacas. Quanto mais triglicerídeos uma pessoa possui, mais gordura ela carrega.

Duas porções de atum por semana são suficientes para reduzir os níveis de triglicerídeos no sangue.

Cerca de 80% dos triglicerídeos presentes na circulação sanguínea provêm da alimentação, por isso, alimentar-se de forma saudável é fundamental para o sucesso do tratamento e o consumo de atum é um ótimo aliado contra os triglicerídeos altos.

6- Aumenta o sistema imunológico

Por conter propriedades antioxidantes fazem o atum ser ótimo para o aumento do sistema imunológico.

Caso você não sabe, o sistema imunológico é responsável pela defesa do organismo e pela proteção contra doenças e infecções.

Quando melhor o seu sistema imunológico, melhor será a sua proteção contra doenças e infecções.

Salmão: conheça seus principais benefícios!

Salmãov

Você sabia que o salmão é um dos alimentos mais nutritivos do planeta?

O alimento é muito importante porque reúne nutrientes essenciais que previnem doenças como o mau colesterol, problemas cardíacos e até mesmo o câncer.

Embora seu preço não seja muito baixo, vale a pena inclui-lo na dieta regularmente devido ser um alimento altamente nutritivo e perfeito em qualquer tipo de dieta.

É bom destacar que devido a intensa exploração comercial, captura em larga escala e mudanças ambientais, a redução considerável da população de salmão selvagem levou ao desenvolvimento de técnicas para a criação do salmão em cativeiro.

Basicamente, o salmão criado em cativeiro possui todos os benefícios quando se comparado ao salmão selvagem, porém em menor escala. Isso significa que o salmão em cativeiro possui menos nutriente do que o salmão selvagem.

Benefícios

Melhora as funções cerebrais

Se você busca melhorar as funções cerebrais, você precisa consumir salmão. Isso porque ele é rico em ômega-3, nutriente essencial que melhora a memória e mantêm ativo durante longas horas de trabalho.

Além disso, o consumo regular de salmão protege o sistema nervoso de danos relacionados com o envelhecimento, atuam como um antidepressivo, relaxam o cérebro e também ajuda no tratamento da doença de Alzheimer e de Parkinson.

Trata a depressão e ansiedade

O ômega-3 do salmão pode ser ótimo para prevenir e combater a depressão e a ansiedade pois ele melhora o controle das emoções e do humor, diminuindo assim os sintomas depressivos, as perturbações do sono e a falta de apetite sexual que são sintomas comuns nas pessoas deprimidas.

No caso do sono, o ômega-3 é um ótimo remédio natural para dormir já que pesquisas científicas já mostraram que o nutriente contribui no aumento da concentração da melatonina que é o hormônio que regula o sono.

Aumento da massa magra

A proteína do salmão é considerada de alta qualidade. Com isso seu consumo regular contribui para o aumento da massa magra.

Comer proteína de alta qualidade é necessário para construir e manter uma massa muscular saudável, além de suportar tendões, ligamentos e outros tecidos corporais.

E a proteína do salmão pode lhe fornecer esses benefícios.

Ajuda no controle do peso

No geral, alimentos ricos em proteínas causam aumentam a saciedade em maior escala do que carboidratos ou gorduras. Com isso, comer proteínas ajuda controlar o peso, já que a mesma diminui o apetite.

E o salmão é um alimento rico em proteína. Logo, seu consumo ajuda no controle do peso.

Diminui a inflamação

É importante você saber que a inflamação é a raiz da maioria das doenças crônicas, incluindo doenças cardíacas, diabetes e câncer. E consumir salmão ajuda a reduzir os marcadores de inflamação.

Muitos estudos científicos já demonstraram o poder do salmão no combate a inflamações.

O sucesso vem devido o salmão ser rico em vitaminas do complexo B que estão envolvidas em vários processos importantes no seu corpo, entre elas a redução da inflamação.

Controla a pressão arterial

Por ser rico em potássio fazem o salmão ser ótimo para diminuir a pressão arterial ao ajudar a reduzir a retenção de água.

Além disso, o ômega-3 presente no salmão também diminui a pressão arterial e melhora a função das células que alinham as artérias.

Aumenta o bom colesterol

A astaxantina é antioxidante importante, que está presente no salmão.

Esse antioxidante ajuda diminuir o risco de doença cardíaca ao reduzir a oxidação do LDL, que é o mau colesterol e ao aumentar o HDL, que é o bom colesterol.

O mau colesterol pode trazer grandes consequências como o aumento considerável do risco de doenças cardiovasculares, como:

Como preparar o salmão?

Como preparar o salmão

O salmão é um alimento extremamente versátil e ajuda a variar o cardápio.

Ele pode ser cozinhado no vapor, grelhado e consumido cru, ou seja, ele é um ótimo acompanhamento para legumes e saladas.

Confira a receita abaixo que mostra como fazer um salmão com molho de maracujá, batatas sauté e arroz com amêndoas:

Lembrando que para um preparo saudável, é aconselhá o uso de óleos saudáveis como o óleo de coco e azeite de oliva extravirgem.

Comer peixe faz bem para o cérebro? Saiba mais…

comer peixe faz bem para o cérebroVocê sabia que comer peixe frequentemente pode trazer benefícios para o cérebro?

É o que mostrou algumas pesquisas científicas. As pequisas também mostraram que os benefícios para a saúde são independentemente da quantidade de ômega-3 ou ácidos graxos que o alimento contém.

Comer peixe regularmente contribui para a saúde do cérebro porque muda a estrutura do cérebro humano, aumentando a quantidade de matéria cinza e deixando o córtex cerebral mais denso. Isso deixa o cérebro mais resistente e previne doenças cognitivas, como o Alzheimer.

Caso não saiba, o Alzheimer é uma enfermidade incurável que atinge principalmente os idosos. A doença tem início com demência e/ou perda das funções cognitivas, devido à morte das células cerebrais, o que faz reduzir a capacidade de realizar trabalho, ter relações sociais, interferindo no comportamento e na personalidade.

Portanto, se você deseja se livrar do Alzheimer, você precisa comer peixe regularmente, pelo menos 1x por semana.

Comer peixe também fortifica as áreas cerebrais diretamente ligadas à memória e ao aprendizado. Com isso, o peixe é um ótimo alimento para melhorar nos estudos.

E por melhorar as funções cerebrais fazem o peixe ser um ótimo aliado contra os três transtornos mais comuns no mundo que são a depressão, estresse e ansiedade.

O estresse, a depressão e a ansiedade podem manifestar-se separadamente ou em conjunto.

A zona pré-frontal do cérebro é onde a depressão, a ansiedade e o estresse atacam, isto é, onde o pensamento mais avançado se desenvolve, onde avaliamos estratégias para solucionar problemas e tomamos decisões entre outras funções.

E por fortalecer o cérebro e melhorar as funções cerebrais fazem o peixe ser um ótimo remédio natural para ansiedade, depressão e estresse.

O fato é que para ter uma ótima performance mental é necessário consumir um tipo específico de gordura encontrado mais frequentemente em peixes, conhecidos como ácidos graxos ômega-3.

O ômega-3 presente no peixe são conhecidos por serem componentes fundamentais da membrana externa das células cerebrais. É através dessa membrana que todos os sinais nervosos fluem.

Uma dieta pobre em ômega-3 pode causar diversos problemas para a saúde e para o cérebro. Para o cérebro, por exemplo, alterações de humor e dificuldades de aprendizado podem se tornar frequentes.

E uma dieta rica em ômega-3 pode causar alguns benefícios ao cérebro como:

  • Boa concentração;

  • Melhora da habilidade motora;

  • Aumento da motivação;

  • Boa memória;

  • Aumento da velocidade de reação.

Qual peixe consumir?

qual peixe comerPraticamente todos os peixes trazem ótimos benefícios ao cérebro.

Fizemos uma lista com os principais para você colocar em sua dieta. Veja:

  • Arenque;

  • Sardinha;

  • Salmão;

  • Atum;

  • Bacalhau;

  • Linguado;

  • Pescadinha;

  • Tilápia.